Etapa Fortaleza (CE)

Universidade Federal do Ceará (UFC)
12/09/2013

Políticas adaptadas à realidade de cada município, compartilhamento de responsabilidades e logística reversa deram o tom dos debates no Ceará. Discussões integrando as esferas do governo, sociedade civil, empresários e catadores podem apontar o caminho para a sustentabilidade.

Programação

Abertura

Renault Castro

Renault de Freitas Castro

Presidente executivo da Abralatas

Carlos Almir Monteiro de Holanda

“Nós somos movidos por provocações. Nós temos que ser provocados e responder às provocações”.

Carlos Almir Monteiro de Holanda

Coordenador de Extensão da Universidade Federal do Ceará

Sheila Cavalcante Pitombeira

“Trabalhar a questão do lixo é um problema de todos, que passa pelo momento crítico do consumo ao respeito pelo catador”.

Sheila Cavalcante Pitombeira

Procuradora de Justiça do Ministério Público do Ceará

Alceu Galvão

“Não há sustentabilidade apenas com a venda de materiais recicláveis. Temos que pensar em formas de subsídio do poder público para que as cooperativas desses serviços tenham viabilidade”.

Alceu Galvão

Coordenador de Saneamento Básico da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará

Humberto de Carvalho Júnior

“Do ponto de vista ambiental e educacional estamos muito atrasados. Não é por acaso que o nosso IDH ainda é baixo”.

Humberto de Carvalho Júnior

Diretor de Resíduos Sólidos da Autarquia de Regularização, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento de Fortaleza

Tema:

Planos de Gestão de Resíduos Sólidos do Ceará e de Fortaleza

Maria Dias

“O lixo é um problema de caráter social, ambiental e econômico. Não se pode, então, pensar em política de resíduos sólidos de forma isolada”.

Maria Dias

Coordenadora de Desenvolvimento Sustentável do Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente do Ceará

Mariana Lima Castelo Branco

“Uma das nossas principais metas – no Plano Nacional de Resíduos Sólidos – é acabar com os lixões.”

Mariana Lima Castelo Branco

Gerente de Célula de Resíduos da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza

Tema:

Inovações – Soluções sustentáveis para coleta seletiva de resíduos sólidos

Jason Vargas

“Para o carrinho (cavalo de lata), o importante foi sempre buscar parcerias com as cooperativas. Porque não adianta a gente querer ‘empurrar’ uma solução para eles. É preciso ouvi-los”.

Jason Vargas

“Cavalo de Lata”- Carrinho para coleta de resíduos sólidos

Uilmer Rodrigues

“Nós criamos um sistema específico para cooperativas de materiais recicláveis”.

Uilmer Rodrigues

“CATAsig” - Software de gestão de cooperativas de reciclagem

David Romeros

“A ideia era tornar a cooperativa autônoma, com um programa que facilite e organize os procedimentos contábeis e financeiros”.

David Romeros

“Catafácil” - Software de gestão de cooperativas de reciclagem

Tema:

A Universidade como desenvolvedora de novas soluções

JosePaula

“A Universidade já tem vários projetos como, por exemplo, o de formação de catadores.”

José de Paula Barros Neto

Diretor do Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Ceará

Tema:

A visão dos catadores de materiais recicláveis da Política Nacional de Resíduos Sólidos

Francisco Erivaldo Gomes de Oliveira

Francisco Erivaldo Gomes de Oliveira

Representante do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis do Ceará

Tema:

O impacto socioambiental da Política Nacional de Resíduos Sólidos

gabeira

“É interessante a ideia da responsabilidade compartilhada: a empresa fabricante é responsável, o governo é responsável, os coletores são responsáveis, os consumidores são responsáveis, o comércio é responsável”.

Fernando Gabeira

Jornalista e ex-deputado Federal

Tema:

Workshop sobre inovações da Universidade

Jason Vargas

“Para o carrinho (cavalo de lata), o importante foi sempre buscar parcerias com as cooperativas. Porque não adianta a gente querer ‘empurrar’ uma solução para eles. É preciso ouvi-los”.

Jason Vargas

“Cavalo de Lata”- Carrinho para coleta de resíduos sólidos

Uilmer Rodrigues

“Nós criamos um sistema específico para cooperativas de materiais recicláveis”.

Uilmer Rodrigues

“CATAsig” - Software de gestão de cooperativas de reciclagem

Prof_Ronaldo

Prof. Ronaldo Stefanutti

Óleo de cozinha usado: resíduo ou energia renovável?

David Romeros

“A ideia era tornar a cooperativa autônoma, com um programa que facilite e organize os procedimentos contábeis e financeiros”.

David Romeros

“Catafácil” - Software de gestão de cooperativas de reciclagem

Charliany

Charliany Bezerra de Morais

Cooperativa de Catadores – A realidade de Fortaleza/CE

Patrocinadores e Apoiadores de 2013

 

 Realização Patrocínio Apoio  Organização
abralatas  logo-abrampa logo-mncr  logo-comunicato